Cabeça de cuia - A opção inteligente

Publicidade

Publicado em 14/09/2007 às 02h00

Morre Cristiane, ex-tigresa do João Inácio Show

Publicidade

Publicidade

Morre Cristiane, ex-tigresa do João Inácio Show
Ex-dançarina do João Inácio Show, programa da TV Diário de Fortaleza, no Ceará, no qual atuou por sete anos, Cristiane Oliveira da Silveira Müller, 23, morreu por volta das 15h de ontem. Suspeita-se que a causa do óbito tenha sido uma embolia pulmonar. A ex-tigresa havia acabado de se submeter a uma lipoaspiração, para reduzir gordura na cintura e na barriga.

Conforme explicou o médico cirurgião plástico que a operou (cuja identidade será preservada até que se saibam as reais causas da morte), é provável que um fragmento de gordura tenha caído na circulação sangüínea de Cristiane, sendo levado ao pulmão. "Isso impede que o oxigênio vá para o resto dos tecidos", acrescentou o especialista. Ainda de acordo com o médico, tudo foi feito, em termos de procedimentos e de uso de equipamentos, para salvar a paciente. "Até um marca-passo cardíaco foi colocado", observou.

Morte à tarde
O cirurgião plástico disse que a lipoaspiração começou por volta das 10h, terminando ao meio-dia. "Foi neste momento que se começou a perceber que ela não estava oxigenando bem os tecidos. Até as 15h, tentamos reanimá-la, mas, infelizmente, não foi possível", declarou.

Supervisora do Cura D´Ars - hospital onde ocorreu a cirurgia - na noite de ontem, Manuela Gomes, informou que nada podia dizer porque não havia trabalhado no turno em que Cristiane faleceu. "Todas as informações sobre o fato devem ser divulgadas na manhã de amanhã (hoje), pela direção do hospital".

Mãe de Cristiane, a fotógrafa Erenice Oliveira da Silveira, de 45 anos, disse que a ex-dançarina estava morando há três anos com o marido, o empresário Pascal Müller, na Suíça. Lá, ela trabalhava como professora, de acordo com a mãe. Ainda segundo ela, há um ano, Cristiane havia se submetido a uma cirurgia para a colocação de implantes de silicone, com o mesmo cirurgião plástico.

A ex-dançarina não tinha filhos, apenas duas irmãs, Claudenice, de 27 anos, e Claudiana, de 25. "Ela sonhava em fazer um curso superior de Direito", lembrou a mãe, que também afirmou não saber mais o que fazer para tentar se recuperar da perda.

"Ela estava aqui passando as férias e aproveitou para fazer a cirurgia. Mas acho que foi mesmo um incidente. Ninguém tem culpa", explicou Erenice.

A ex-dançarina foi sepultada na tarde de ontem (13) no cemitério Parque da Saudade, em Fortaleza.
Fonte: Ludmila Wambergna - Diário do Nordeste

Enviar por E-mail

Comentários

carregando os comentários...