Cabeça de cuia - A opção inteligente

Publicidade

Publicado em 15/02/2008 às 18h24

Prefeitura investe mais de R$ 655 mil em casas na vila Ladeira do Uruguai

Publicidade

Publicidade

A Prefeitura de Teresina através da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste promove na próxima segunda, 18, a partir das 09h, uma reunião na vila Ladeira do Uruguai que marcará a abertura oficial da segunda etapa do Programa de Urbanização, Regularização e Integração de Assentamentos Precários, mais conhecido como Vila Bairro, naquela comunidade. O encontro contará com a presença da gerente de Habitação e Urbanismo Leste Rogéria Sousa, das lideranças comunitárias locais, além das famílias que serão beneficiadas.

Nessa segunda etapa do projeto serão investidos mais de R$ 655.200 na construção de 63 residências. De acordo com Rogéria Sousa, na primeira etapa foram investidos cerca de 592.800 em 57 novas moradias. “Essas casas, inclusive, já se encontram em fase de acabamento", lembra.

A reunião do próximo dia 18 também contará com a presença da equipe técnica da SDU Leste, composta por engenheiros, assistentes sociais, que irão explicar passo a passo o funcionamento do projeto e como se dará a participação das famílias cadastradas durante sua execução.

O Vila Bairro é um programa desenvolvido em parceria com o Governo Federal. A Prefeitura participa da ação, proporcionando condições para a execução da obra. Nesse sentido, é ofertado o material para a construção, bolsa-auxílio, além do acompanhamento técnico especializado.

As famílias cadastradas devem preencher os seguintes critérios: morar, no mínimo, há cinco anos, na área onde as casas serão erguidas; residir em casas de taipa e possuir renda mensal inferior a três salários mínimos. O recurso do projeto é destinado para construção de uma nova moradia com condições mais dignas de habitação. As pessoas beneficiadas também são responsáveis por erguerem a casa em regime de autoconstrução.

As moradias seguem um padrão, possuindo, portanto, dois quartos, uma sala, cozinha, banheiro e piso de cerâmica. As famílias também recebem materiais adequados para fazer o reboco e a pintura. E para orientá las no processo de autoconstrução, uma equipe da Prefeitura, composta por assistentes sociais, engenheiros, técnicos em edificações e mestres de obras, realizam vistorias periódicas e fiscalizações das casas em andamento .

Enviar por E-mail

Comentários

carregando os comentários...