Cabeça de cuia - A opção inteligente

Publicidade

Publicado em 03/02/2011 às 08h14

Cais de Santa Luzia, em Angra dos Reis: um bom lugar para barcos e pessoas

Publicidade

Publicidade

Cais de Santa Luzia, em Angra dos Reis (RJ), é premiada pelo Ministério do Turismo no quesito “infraestrutura geral”

Localizado na região central de Angra dos Reis (RJ), o Cais de Santa Luzia é considerado o mais tradicional ponto de partida dos visitantes para as ilhas e passeios de escuna. A importância histórica e cultural do local faz parte da tradição da pesca na região. Os barquinhos coloridos e os pescadores já inspiraram inúmeros artistas, que transformaram este cenário em aquarelas.

Porém, com o passar do tempo e com o desgaste da estrutura, foi necessário revitalizar e modernizar o local, dando uma nova aparência para o cais e para o centro do município, aumentando também o fluxo de turistas na região. Um dos objetivos era fomentar o local como um ponto turístico atraente, oferecendo uma nova opção de lazer e entretenimento.

Vencedor da premiação das Melhores Práticas do Ministério do Turismo na categoria “infraestrutura geral”, a estruturação do Cais de Santa Luzia beneficiou não só o local, mas também todo o centro de Angra dos Reis, que ganhou uma grande movimentação de turistas e moradores, que frequentam também os outros bares e restaurantes do centro.

No local foi construída a Estação Santa Luzia, uma moderna estrutura para servir de embarque e desembarque para as ilhas, além de posto de informações turísticas. Na estação, o controle de entrada e saída dos turistas é feito por meio de catracas eletrônicas, que são acionadas com um cartão fornecido apenas às empresas de turismo legalizadas em Angra dos Reis, colaborando para uma melhor organização e controle. Sua estrutura possui ainda um balcão da Polícia Federal, Capitania dos Portos e agências de turismo.

“A criação dessa infraestrutura foi fundamental para o ordenamento do fluxo de embarcações na região, que é muito intenso”, explicou Daniel Santiago, presidente da TurisAngra. “Com isso, os turistas passaram a ter mais conforto e segurança, e a região central da cidade foi habilitada para receber grandes embarcações”, ressaltou.

Além disso, no local foram construídos restaurantes com especialidades diversas, banheiros com chuveiros e guarda-volumes, centro de artesanato, parque infantil e uma praça, onde são realizados eventos culturais.

Melhores Práticas

Por meio da I Chamada para a Premiação das Melhores Práticas dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, o MTur premiou 27 experiências consideradas modelos para o desenvolvimento do turismo no país.

Segundo a coordenadora-geral de Regionalização do MTur, Ana Clévia Guerreiro, a premiação visa estimular os 65 destinos a cumprirem efetivamente o papel de induzir o desenvolvimento da atividade turística em suas regiões. “O objetivo é que as práticas bem-sucedidas sejam multiplicadas por outros destinos turísticos brasileiros”, ressalta Guerreiro.

Os 240 projetos recebidos foram avaliados e selecionados conforme as 13 dimensões do Índice de Competitividade 2010: infraestrutura geral, acesso, serviços, equipamentos e atrativos turísticos, marketing e promoção e aspectos ambientais, sociais e culturais. As experiências premiadas foram divididas e analisadas entre capitais e não-capitais.

Para conhecer as melhores práticas, acesse:

http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/acontece/detalhes/20101223.html

Enviar por E-mail

Comentários

carregando os comentários...