Nacional Quarta, 23 de Abril de 2014

Cantor Marrone será indiciado por pilotar sem licença helicóptero que caiu em maio


09/08/2011 - 17h56min

Fábio Guinalz / Fotoarena

O cantor Marrone será indiciado por pilotar sem licença o helicóptero que caiu no dia 2 de maio deste ano e deixou três pessoas feridas, incluindo o artista. A polícia quer ouvir ainda o primo e secretário de Marrone, Jardel Alves Borges, que na época do acidente perdeu a memória e não pode prestar depoimento.

O inquérito deverá ficar pronto nos próximos 30 dias, quando será encaminhado à Justiça. A pena pode chegar a três meses de prisão e o cantor poderá responder em liberdade. O piloto, que perdeu o pé na queda, não quis processar Marrone.

O helicóptero caiu na rua Clóvis Bevilácqua, na Vila Aeroporto, perto do parque de exposições de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Segundo o Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo), o acidente com a aeronave de prefixo PT HMU ocorreu às 14h43. Ela bateu em uma torre e depois em uma árvore antes de atingir o chão. Não houve explosão.

Marrone já deu diversas declarações afirmando que não pilotou o helicóptero em nenhum momento. Segundo a Aeronáutica, o cantor fez apenas um curso teórico e não tem autorização para pilotar.

Fonte: R7


Palavras-chave: marrone , helicóptero


Comentários (0)

Nenhum comentário

Comentar


feed
facebook
twitter

Desenvolva seu site - Mundi Brasil