Cidades Sexta, 18 de Abril de 2014

Vídeo amador com cenas de sexo gera polêmica em Picos


27/11/2007 - 16h06min

Um vídeo gravado por celular "circulou" em Picos. As imagens atribuidas a uma jovem geraram polêmica. Já a estudante nega e acusa divulgadores do filme de estarem difamando sua imagem.

A família da jovem Maevy Alves Silva 20 anos, está abalada com a repercussão de um vídeo contendo cenas de sexo explícito gravado por um celular. O material que está sendo atribuído à estudante deve-se à semelhança entre a jovem M. e a garota do filme.

As investigações preliminares dão conta de que o vídeo foi gravado em Pernambuco, contudo diante da semelhança, "amigos" de Maevy começaram a "distribuir" o material pela cidade.

Segundo Maevy , o vídeo foi gravado numa cidade de Pernambuco e chegou em Picos através de um rapaz que trabalha viajando a serviço de uma empresa picoense.

O viajante estava num estabelecimento de som automotivo próximo à rodoviária e mostrou o filme para todos os presentes. Um dos "telespectadores", amigo da jovem, a teria reconhecido. Daí por diante, o vídeo foi transmitido de celular em celular espalhando-se idade.

A estudante soube do vídeo através de um telefonema anônimo, seguido da entrega de um CD com o vídeo ao porteiro do prédio onde trabalha. Ao ver o conteúdo ela percebeu que a garota do vídeo tinha ligeira semelhança com ela, o CD vinha acompanhado de um bilhete que continha várias frases ameaçadoras além de ofensas a sua imagem.

Para desfazer o mal entendido amigos e parentes da jovem estão distribuindo panfletos desfazendo o equívoco. M. diz que se sente muito decepcionada, pois "amigos seus" estavam divulgando o vídeo.

O caso foi registrado no 2° D.P como crimes de injúria e difamação sendo que ao final do Inquérito Policial podendo mudar a tipificação penal.

A família entrou em contato com o advogado Cândido Alexandrino (riachaonet.com.br/Informativo Total) e pediu orientação sobre o assunto. O advogado afirmou que acredita na versão da família. "Conversei com a família e acreditei neles", disse Alexandrino, além de divulgar a seguinte nota:

Como ser humano, condeno veementemente a gravação e muito mais ainda a divulgação do vídeo. Mesmo se fosse ela ninguém merece passar por tamanho constrangimento sabendo que o único ser humano perfeito, já morreu e chama-se Jesus Cristo que ensinou: quem não tiver pecado que atire a primeira pedra.

Como operador do Direito, afirmo que há vários tipos penais caracterizados não apenas em relação ao autor do vídeo como àqueles que o difundiram.

Além dos crimes de Injúria e Difamação, assiste à jovem Maevy. o direito à indenização, pela invasão de sua privacidade e pela divulgação não autorizada da sua imagem.

Foram violados direitos constitucionais básicos de M. Sua dignidade foi ferida (art.1º, III), sua imagem e honra foram manchadas (art. 5º, X) e vamos punir os responsáveis!"

Por Ellyo Teixeira e Wagner Costa

Mais notícias de Picos e região: www.riachaonet.com.br


Palavras-chave: picos


Comentários (1)

28/07/2009 - 21h24min

belo trabalho

parabéns Wagner!Pelo belo trabalho que esta desempenhando.Que Deus te abençoe.

angella, limoeiro do norte-CE

Comentar


feed
facebook
twitter

Desenvolva seu site - Mundi Brasil