Policial Sábado, 19 de Abril de 2014

Monstros confessam a chacina da família em Zé Doca -MA


10/01/2008 - 10h00min

A polícia do município de Zé Doca já sabe o grau de envolvimento de cada um dos quatro acusados da chacina que vitimou oito pessoas de uma família no assentamento Camuru, naquele município, e que causou comoção à população. Tanto os dois adolescentes quanto os adultos participaram das execuções, pois quando se reuniram para cometer o crime já sabiam que teriam de matar as vítimas para não serem reconhecidas. Ainda ontem, eles foram transferidos da delegacia de Santa Inês, onde permaneciam por questão de segurança, para São Luís no helicóptero do Grupo Tático Aéreo (GTA).

Até o fim da tarde de terça-feira, quando foram apreendidos e confessarem ter presenciado o crime bárbaro, os dois adolescentes, ambos de 16 anos, negavam participação efetiva, apontando apenas Luís Teixeira Lima, o Bida, e Arnaldo Costa, o Xibiu, como executores. Mais tarde, porém, com a confissão dos adultos, todo o crime foi esclarecido.

Bida, o mentor do crime, revelou à policia que realmente se reuniu com os comparsas Xibiu e dois menores, dia 6, domingo, para convidá-los para participar de uma “parada”, que seria um assalto à casa de Jonas Lira de Oliveira. Ele ficou sabendo que Jonas Oliveira havia recebido uma certa importância e pensou que se tratasse de R$ 10 mil, como pagamento pela venda de seis cabeças de gado e dois lotes no assentamento, e decidiu ficar com o dinheiro, que seria dividido com os comparsas.

Naquela noite, por volta da 21h, eles foram até as proximidades da casa do lavrador. Xibiu e os menores ficaram no mato, aguardando Bida, que se encarregou de convidar a vítima para caçar tatu.

Golpe na cabeça
Segundo os depoimentos, Jonas Oliveira não chegou a ver nenhum dos acusados, exceto Bida, que o levou pelo mato e aplicou um golpe de enxada em sua cabeça e uma facãozada no pescoço. A vítima ainda teria tentado correr, mas o criminoso o agarrou, esganando-o.

Em seguida, Bida foi até onde estavam os comparsas e chamou Xibiu para lhe ajudar a esconder o corpo no mato. Em seguida, todos foram para a casa da vítima. Dois entraram pelos fundos e o restante pela frente, e arrombando as portas a chutes.

Uma vez no interior do imóvel, o adolescente conhecido como Irmão, anunciou o assalto e deu logo um golpe de cutelo no filtro, espatifando-o, intimidando os moradores. Bida, então, viu uma mulher deitada em um dos quartos e disparou dois tiros de espingarda bate-bucha em sua direção e acabou de assassiná-la a facadas.

Irmão e Xibiu entraram no quarto da frente e o reviraram, mas não encontraram nada. Eudivan Araújo, esposa de Jonas e mãe das crianças, muito nervosa, disse que entregaria o dinheiro a Irmão, que recebeu R$ 1.050,00. Os acusados, porém, não se satisfizeram com aquele valor e, como já haviam programado, passaram a matar todos os que estavam no interior da casa.

Um dos acusados pegou uma das crianças e perguntou quem daria a vida por ela. Eudivan tentou salvar a filha, se oferecendo ao sacrifício. Ela foi morta a facadas e tiros de espingarda. A mulher pedia que não fizessem nada com seus filhos, mas Irmão, o outro adolescente, Bida e Xibiu esfaquearam as crianças até matá-las.

Na divisão do dinheiro, couberam R$ 280,00 para Bida, R$ 70,00 para Xibiu, R$ 200,00 para Irmão e R$ 250,00 para o outro adolescente, segundo relatos deles mesmos, mas a polícia acredita que, na divisão, Bida, que havia planejado o crime, tenha ficado com muito mais. A polícia não conseguiu recuperar todo o dinheiro porque eles o gastaram com bebedeira e drogas.

Fonte: Ana Coaracy -O Estado do Maranhão - IMirante


Palavras-chave: chacina , ze doca , familia , maranaho


Comentários (6)

15/08/2009 - 09h40min

chacina em Zé Doca

Esses caras aqui em manaus eles iam se
dar muito mau.
A pena pra esses vagabundos seria a propria morte

Atenção autoridades desse país está na hora de aprovar o projeto pena de morte.

Francisco Cardoso, manaus-AM

04/04/2010 - 18h26min

chacina em zé doca

a pena de morte para eles é pouco,pelo que fizeram.eles merecem é ser sacrificados! morrer aos poucos,jogando água quente,queimando...

rute alvesan, anápolis-GO

18/05/2010 - 12h15min

rafa

uki fizerem de pior ,com eles, ainda é pôku....

rafa, coité-BA

21/06/2010 - 11h35min

omissão dos parlamentares

Não é só o caso de diminuir a menor idade , e sim leis mais rigidas e que sejam cumpriadas , pois num caso barbaro como este , só imagino estes monstros tendo de trabalhar o resto da vida quebrando pedra , com o minimo de alimentação e agua de esgoto , pois certamente foram mandado a terra por satanas.

lamentavel, fortaleza-CE

05/04/2012 - 19h15min

245

concerteza é um crime muito barbaro! pois niguem tem o direito de tirar uma vida, principalmente de uma criança! a palavra de Deus diz, nâo temas os que matam o corpo, mas tema antes a Deus, pois ele tem o poder de destruir e enviar para o inferno! mateus 10:28, jesus disse isso porque sabe que o castigo de Deus e muito pior do que qualquer coisa neste mundo, muito pior!!! portanto DEUS é amor, mas também e justiça, e se voce é uma pessoa que nao acredita na palavra de Deus então meu amigo guarde estas palvras para o apocalipse.

marcos, sao luis-MA

02/06/2012 - 12h08min

Chasina em ze doca

Autoridades vcs precisam fazer alguma coisa, eu sou contra a pena de morte ,se nao seremos difentes deles em q ¿certo q eles sao monstruosos mais nada justifica tirar a vida de alguem, porem sou afavor da prisao perpetua nao existe castigo pior. O meu pai foi morto durante um asalto na minha casa nunca conseguimos nos recumperarmos do trauma, eos culpados nunca foram presos oq eu quero e prisao perpetua para eles. Obrigada pela oportunidade.

Thyelly, Bragança-PA

Comentar


feed
facebook
twitter

Desenvolva seu site - Mundi Brasil