Nacional Sábado, 19 de Abril de 2014

Brasil é o quarto no ranking mundial de produção de cerveja


03/07/2009 - 12h12min

De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial de produção da bebida, com 10,34 bilhões de litros por ano, perdendo apenas, em volume, para a China (35 bilhões de litros/ano), Estados Unidos (23,6 bilhões de litros/ano) e Alemanha (10,7 bilhões de litros/ano). Porém, mesmo estando entre as bebidas mais consumidas no mundo, muitos apreciadores ainda não sabem degustá-la da maneira correta e nem sequer diferenciar e apreciar os seus diversos sabores, cores e aromas.

Tipos de cerveja
Segundo o cervejeiro da Microcervejaria Bamberg de Votorantin (SP) Alexandre Bazzo, existem mais de 100 tipos de cerveja. A bebida pode ser classificada em três tipos: alta fermentação, baixa fermentação e aquelas que não tem alta e nem baixa fermentação, chamadas de espontâneas.

Baixa fermentação (Lager): a bebida é fermentada em baixa temperatura, por volta de 12 graus. São as cervejas douradas e filtradas, apresentando algumas variações escuras.
Exemplos:
* Pilsen - de cor clara, leve amargor, original da cidade de Pilsen, o tipo de cerveja mais consumida no mundo.
* Malzbier - de cor escura e adocicada, malte caramelizado.
* Bock - sabor mais forte e encorpado, geralmente de coloração escura e de grande aceitação.

Alta Fermentação (Ale):
a bebida é fermentada em alta temperatura, entre 18 e 20 graus. Geralmente são as cervejas que possuem maior corpo e paladar frutado.
Exemplos:
*Weizenbier, Weissbier ou Weisse - cervejas de trigo, geralmente não filtradas.
*Stout - produzida a partir de cevada torrada, que produz um malte especial (escuro) e possui um sabor amargo conferido pelo lúpulo associado ao adocicado do malte.

Fermentação espontânea: são bem diferentes e lembram a sensação de estar bebendo um vinho espumante.
Exemplos:
*Faro - é uma mistura de Lambic com adição de açúcar. São bem carbonatadas e mais doces e refrescantes que as gueuze. O sabor geralmente é franco e açucarado
*Kriek - cerveja lambic com adição de cerejas durante o período de maturação em barrica.

Estupidamente gelada? Não
Cerveja não deve ser tomada estupidamente gelada. A baixa temperatura prejudica a formação de espuma na cerveja, dificultando a liberação de aromas mais sutis; cerveja muito gelada ainda "adormece" a língua, comprometendo o paladar. "Cada cerveja é como vinho, segue a mesma linha tanto em temperatura a ser servida, quanto em harmonização com pratos", declara Bazzo.
Cerveja clara: por serem normalmente mais leves, devem ser consumidas entre 2 e 4 graus positivos.
Cerveja escura: quanto mais escuras e aromáticas maior será a temperatura ideal a serem ingeridas. A bock, por exemplo, por ser uma bebida própria para o inverno, deve ser consumida a 10 graus positivos.

Com colarinho sim

O colarinho é fundamental. Pelo menos dois dedos do colarinho ajudam a reter o aroma e evitam a liberação do gás carbônico. A espuma cremosa revela a persistência e o bom estado da cerveja. Para aproveitá-la melhor, sirva derramando uma dose. Depois, espere baixar o colarinho. Em seguida, incline o copo até 45 graus, despejando o líquido devagar enquanto o colarinho sobe.

Sobre a Cervejaria Bamberg
A cervejaria Bamberg produz hoje 10 estilos de cervejas e foi eleita a melhor pilsen artesanal do Brasil, em degustação promovida pelo caderno Paladar do Estado de São Paulo.


Palavras-chave: cerveja , bamberg


Comentários (0)

Nenhum comentário

Comentar


feed
facebook
twitter

Desenvolva seu site - Mundi Brasil